ORM / Barra Topo
Logo Parazão
FPF informa clubes sobre paralisação e prepara recurso

Saiba o que acontece com os torcedores que compraram ingressos antecipados para os jogos suspensos

Com foi adiantado em primeira mão pelo Portal ORM ainda na sexta-feira (5), o Parazão 2013 está paralisado e, portanto, não haverá os jogos marcados para este final de semana pela semifinal do returno da competição. Nesta manhã, os clubes foram informados oficialmente sobre o caso.

A paralisação aconteceu porque foi concedida ao Santa Cruz de Cuiarana uma liminar em favor de seu Mandado de Garantia que chegou a ser indeferido no TJD-PA (Tribunal de Justiça Desportiva do Pará), mas foi aceito no início da noite de ontem no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). A alegação do Tigre é que a definição do local do jogo contra o Paysandu foi comunicada antes do prazo de 24 horas, previsto no regulamento.

O diretor jurídico da FPF, Cristino Mendes, concedeu entrevista ao Portal ORM nesta manhã e disse que, na segunda-feira (8), uma nova decisão sobre o caso deve acontecer.

'Recebemos a decisão do STJD para a paralisação do campeonato e, dentro desta decisão, está escrito que o Parazão está suspenso até a decisão do TJD-PA. Agora, vamos reunir os documentos e preparar nosso recurso para apresentar ao Tribunal na segunda-feira, dia em que, provavelmente, teremos outra decisão', falou.

Enquanto isso não acontece, os clubes e os órgãos de segurança envolvidos nos jogos suspensos foram comunicados e, de acordo com o vice-presidente do Remo - que jogaria o clássico contra o Paysandu às 18h30 de hoje -, Zeca Pirão, a posição será somente a de esperar.

'Poderíamos até tentar algo, mas penso que, como a federação que foi acionada na justiça, é ela quem tem que responder. Vamos aguardar e nos preparar para tudo', disse.

Ingressos - Aos torcedores que chegaram a comprar ingressos antecipados tanto para o Re-Pa, como para o jogo entre Tuna e Paragominas, marcado para às 9h30 deste domingo (7), no Souza, em Belém, o diretor jurídico da FPF avisa:

'Se não quiser esperar pela realização da partida, o torcedor tem todo direito de pedir o ressarcimento do valor do ingresso. Este pedido pode ser feito a partir da segunda-feira, mas obedecendo o cronograma dos clubes, é claro'.

O caso - Santa Cruz de Cuiarana e Paysandu tinham jogo marcado para o Mangueirão, em Belém, mas, por ter jogado em Cametá dias antes, o Santa Cruz - que era o mandante do jogo - solicitou à FPF a mudança do local da partida contra os bicolores para o Parque do Bacurau, que fica em Cametá.

O pedido foi estudado, mas a FPF indeferiu a solicitação sob a alegação de que o pedido teria sido feito fora do prazo legal. Além disso, um laudo da Vigilância Sanitária interditou o Parque do Bacurau.

Com o jogo confirmado pra o Mangueirão, a diretoria do Santa Cruz determinou que a delegação, que chegou a ir a Belém para o jogo, não fosse ao estádio e voltasse a Cuiarana, cedendo, portanto, a vitória por W.O. ao Paysandu.

Desde então, o Santa Cruz entrou com processos na justiça desportiva para anular a rodada e pedir a paralisação do campeonato sob alegação de que foi informado fora do prazo de 24 horas sobre as decisões que envolviam o jogo contra o Papão.

Ontem, até um processo na Justiça Comum, através de um homem que não tem vínculo profissional com o Tigre, foi impetrado, mas arquivado pela juíza da comarca de Cuiarana, Maria Augusta Freitas da Cunha, pedindo o mesmo que o Santa Cruz solicitava na justiça desportiva, mas o diretor jurídico da FPF declarou: 'Apesar de tudo isto que está acontecendo, este assunto está sendo resolvido somente na esfera desportiva, ao menos por enquanto'.

Carlos Fellip (Portal ORM)