ORM / Barra Topo
Logo Parazão
CPI da Federação Paraense de Futebol deve começar em 15 dias

Deputado Alfredo Costa disse que a comissão é 'para moralizar o futebol paraense'

A paralisação do Campeonato Paraense de futebol com as ações impetradas pelo Santa Cruz de Cuiarana rendeu mais que dois finais de semana sem bola rolando. O deputado estadual Alfredo Costa, que propôs uma CPI contra a FPF (Federação Paraense de Futebol), conseguiu as assinaturas necessárias para aprovar o projeto e o encaminhou à Alepa (Assembleia Legislativa do Pará) para dar início às investigações. Dentro de 10 a 15 dias, as primeiras pessoas já devem ser interrogadas.

A equipe do Portal ORM entrevistou o deputado Alfredo Costa, que afirmou que a intenção não é de prejudicar ninguém e sim de moralizar o futebol paraense. 'Demos entrada no pedido de CPI e vamos esperar as indicações das pessoas pela bancada, que são compostas por sete a dez pessoas. Isso deve levar entre 10 e 15 dias e as denúncias começarão a ser investigadas para darmos início aos depoimentos. Não queremos prejudicar ninguém, apenas estamos buscando uma moralização do futebol no estado do Pará', disse.

Segundo o deputado, a CPI é o caminho de uma mudança para melhor. 'Não sei se isso é válido legalmente, perante o estatuto da FPF, mas na minha opinião não é bom em qualquer empresa ou cargo público uma pessoa estar no poder por um longo período. Isso é prejudicial para todos e por isso pedimos uma renovação. Toda mudança é benéfica e acredito que no futebol não é diferente', falou o deputado.

Perguntado sobre as denúncias recebidas, Alfredo Costa disse ter várias, mas a mais questionada é o que é feito com as porcentagens das rendas de jogos. 'Recebemos várias denúncias e todas serão analisadas. Os questionamentos sobre onde está sendo investido o que é arrecadado nos jogos são os maiores. Isso é importante e prova que o torcedor paraense está observando tudo e que não está passivo', ressaltou.

Texto: Fábio Canelas, estagiário, sob a supervisão de Rafaela Costa (Portal ORM)